1. Abicol

Se o colchão tem este selo, pode confiar.

O colchão que tem o Selo Abicol indica que foi produzido por fábricas que atendem aos requisitos obrigatórios estabelecidos no Sistema de Gestão de Boas Práticas elaborado pela Abicol e que cumprem, comprovadamente, a legislação e as normas vigentes.

2. Alimentação e sono

A relação entre o sono e a alimentação ocorre pela combinação entre substâncias presentes no nosso organismo. Mais especificamente, é graças à ação das moléculas de triptofano no nosso cérebro que a relação é desencadeada.

Isso ocorre porque, uma vez no nosso cérebro, o triptofano obtido com ajuda dos alimentos estimula a produção de um neurotransmissor chamado serotonina. Esse neurotransmissor, por sua vez, é responsável pela sonolência, bom humor e sensação de bem-estar ao adormecer.

3. Apneia do sono

A apneia do sono é caracterizada por ruídos e interrupções na respiração que se repetem, no mínimo, cinco vezes num período de 60 minutos. Não se trata de um simples ronco. Na apneia, a barulheira noturna é entrecortada por engasgos — e o duro é que muitas vezes o indivíduo nem os percebe enquanto dorme

4. Aspire seu colchão

Aspire o seu colchão por pelo menos duas vezes ao mês. Assim você retira os ácaros, os micróbios e outras impurezas que podem ser prejudiciais para a sua saúde.

5. Balas antes de dormir

Para muitos pode parecer “inofensivo” comer uma pequena porção de balas esta hora do dia. O problema é que seu alto teor de açúcares refinados e aditivos químicos pode alterar a qualidade do sono.

Alguns de seus compostos estimulam a atividade do sistema nervoso e colocam o cérebro em um estado de alerta que impede o sono. Na verdade, diz-se que podem aumentar as chances de ter pesadelos.

6. Banana

Os benefícios trazidos pela banana para o sono fica por conta dos relaxantes musculares naturais presentes na fruta: os minerais potássio e magnésio. O potássio também é um grande aliado na saúde cardiovascular e nas funções cognitivas.

Além disso, estudos também mostram que o magnésio é um mineral que também pode ajudar nos estímulos que produzem a melatonina no corpo.

7. Café

Segundo um estudo, tomar café até 6 horas antes de dormir pode prejudicar consideravelmente a qualidade do seu sono. Isso por que, a cafeína pode ficar de 6 a 8 horas na corrente sanguínea.

8. Chá de camomila

O chá de camomila contribui para a diminuição da ansiedade e a ter uma boa noite de sono. Isso porque a planta conta com glicenia, substância que exerce um efeito calmante sobre os nervos e que ajuda a dormir.

9. Chocolate

Sim! Isso se dá em razão de sua composição, pois alguns elementos que carrega, como o açúcar e a cafeína, têm o potencial de nos manter acordados e prejudicar o nosso sono.

10. Clinomania

O significado de clinomania fala da vontade excessiva de dormir ou mesmo permanecer em cima da cama. Basicamente há um forte desejo em não se levantar dela e ficar embaixo dos lençóis sem razão aparente.

11. Colchão inadequado

São inúmeras desvantagens de se usar um colchão ruim, ou seja, inadequado para seu peso e altura. Vamos listar algumas consequências que podem ser evitadas ao escolher um bom colchão. São elas:

  • Doenças cardiovasculares
  • Ansiedade
  • Dor na coluna
  • Alergia
  • Cansaço
  • Distúrbios do sono
  • Queda no sistema imunológico

12. Dormir mas continuar cansada

Você dorme, dorme e ainda se sente cansado? Veja as possíveis causas

  • Você está com uma baixa qualidade de sono
  • Você não respeita seu horário de sono
  • Você dorme mais do que deveria

13. Dicas para dormir melhor

  • Faça a última refeição no máximo duas horas antes de dormir
  • Evite bebidas estimulantes
  • Vá para a cama apenas para dormir; atividades como assistir TV e ler devem ser feitas em outro ambiente;
  • Ler é uma boa ideia, assim como outras atividades relaxantes, como ouvir músicas calmas (mas claro, fora da cama);
  • Prepare o ambiente:
  • Procure a melhor posição para dormir
  • Estabeleça uma rotina procurando dormir e acordar sempre nos mesmos horários;
  • Pratique uma atividade física, mas de preferência pela manhã ou até no máximo no fim da tarde: exercícios ajudam a dormir mais rápido e melhor.

14. Você dorme o suficiente?